G.E.T.U.H.

GRUPO ESPÍRITA TRABALHADORES DA ÚLTIMA HORA

Francisco Candido Xavier- Exemplo e vida

 

Em 30 de Junho de 2002, desencarnava o médium Francisco de Paula Candido Xavier, o médium morreu aos 92 anos de idade, em decorrência de parada cardiorespiratória. Conforme relatos de amigos e parentes próximos, Chico dizia que queria desencarnar em um dia em que os brasileiros estivessem muito felizes e em que o país estivesse em festa, para assim o desencarne dele não causar tristeza . O país festejava a conquista da Copa do Mundo de futebol daquele ano, no dia de seu falecimento (Chico morreu cerca de nove horas depois da partida Brasil x Alemanha).

 

Nascido no seio de uma família humilde, era filho de João Cândido Xavier, um vendedor de bilhetes de loteria, e de Maria João de Deus, uma dona de casa. Chico tinha 5 anos quando sua mãe desencarnou. Depois do desencarne de Maria João, Chico e seus irmãos foram morar com tios e padrinhos e Chico foi morar com sua madrinha que o tratava muito severamente e segundo ele, apanhava três vezes ao dia pelas mãos dela. João Candido casou-se novamente, com Cidalia Batista, e por essa ocasião, Chico e seus irmãos reuniram-se mais uma vez morando todos juntos com a nova mãe que os tratava carinhosamente.

Católico até o ano de 1927, o Padre Sebastião Scarzelli era seu orientador religioso.Com a obsessão de uma de suas irmãs, a família teve que recorrer ao casal de espíritas, Sr. José Hermínio Perácio e dona Carmem Pena Perácio, que após algumas reuniões e o esforço da família do Chico, viu-se curada. A partir daí, foi mantido o Culto do Evangelho no Lar, até que naquele ano de 1927, o Chico, respeitosamente, despediu-se do bondoso padre, que lhe desejou amparo e proteção no novo caminho.

No ano de 1927, funda em Pedro Leopoldo, junto com outras pessoas, o Centro Espírita Luiz Gonzaga.

Chico só estudou até a 4ª série do ensino fundamental, entretanto, psicografou 458 livros abrangendo vários gêneros e estilos literários, tendo vendido mais de 50 milhões de exemplares e sendo o "escritor" brasileiro mais prolífico e de maior sucesso da história mas sempre cedeu os direitos autorais dos livros para instituições de caridade e organizações espíritas com o compromisso de destinarem recursos a tarefas de socorro à populações carentes. Também psicografou cerca de dez mil cartas, nunca tendo cobrado algo ao destinatário. É bastante diversificada a obra literária do Chico, o primeiro livro publicado foi “Parnaso de Além Túmulo”, escrito por 56 poetas desencarnados, compreendendo brasileiros e portugueses. Foi recebido no período de 1931 a 1932. Na época, sua idade era de apenas 21 anos. Com esta obra, Chico começa por onde a imensa maioria dos medianeiros psicógrafos principia.Com a publicação da obra Nosso Lar, o espírito André Luiz inicia primorosa coleção em que se ressalta, dentre tantas informações, o caráter revelador da obra, onde se tem registrado o cotidiano, o dia a dia da vida extrafísica. Chico Xavier é o brasileiro que mais recebeu títulos de cidadão honorário na história. Dezenas de cidades brasileiras o concederam esse título.Há filmes e documentários que retratam bastante a vida dele, como Chico Xavier,As Mães de Chico Xavier e As Cartas Psicografadas Por Chico Xavier. Chico Xavier venceu o concurso "O Maior Brasileiro de Todos os Tempos". Foram escritas mais de cem biografias sobre Chico Xavier. A mais famosa é "As Vidas de Chico Xavier", escrita pelo jornalista Marcel Souto Maior. Cantores como Roberto Carlos, Gilberto Gil, Fábio Júnior, Moacir Franco, Nando Cordel e Vanusa compuseram músicas em homenagem ao médium.A Federação Espírita Brasileira ja promoveu diversas homenagens a ele, como por exemplo o "Projeto Centenário Chico Xavier". Em 1981 e 1982, Chico foi indicado ao prêmio Prêmio Nobel da Paz, tendo havido uma mobilização de cerca de dois milhões de pessoas que deram suas assinaturas em todo Brasil e em organizações de 28 países pedindo o Nobel da Paz para ele.Em 1999 a Prefeitura de Pedro Leopoldo instituiu a "Comenda da Paz Chico Xavier", por decreto do Governo do Estado de Minas Gerais. Em 2000 Chico foi eleito o "Mineiro do século XX", seguido por Santos Dumont e Juscelino Kubitschek, em um concurso popular realizado pela Rede Globo Minas, tendo vencido com 704.030 votos. Em 2006, em uma votação popular promovida pela Revista Época, ele foi eleito o "O Maior Brasileiro da História", tendo vencido com com 9.966 votos (36% do total).

Em 2 de abril de 2010, data em que Chico Xavier completaria 100 anos, estreou Chico Xavier - O Filme, baseado na biografia As Vidas de Chico Xavier, do jornalista Marcel Souto Maior. Dirigido e produzido pelo cineasta Daniel Filho. O filme alcançou a marca de 3,5 milhões de espectadores nos cinemas.

Chico sempre se sustentou com seu modesto salário, não onerando a ninguém. Aposentou-se como datilógrafo subordinado ao Ministério da Agricultura. Jamais se locupletou como médium. Ganhava, dos mais simples aos mais valorizados presentes (canetas, fazendas, carros), mas, de tudo se desfazia educadamente. Dos quatrocentos e doze livros psicografados, os quais pela lei dos homens lhe pertenciam os direitos autorais, de todos se desfez doando-os a federativas espíritas e a instituições assistenciais beneficentes, num verdadeiro exemplo vivo de cidadania e amor ao próximo.

Poder-se-á dizer que Chico foi um médium completo, tanto do ponto de vista moral quanto da técnica mediúnica. Sua postura diante da incompreenção de muitos, os sacrifícios, traições, obstáculos e desafios encontrados em vida deixam um marco na história do Brasil e da humanidade, um exemplo de retidão e humildade. Um presente do Criador  ao Espiritismo , aos brasileiros e a humanidade.